CÉSAR TEIXEIRA

César Teixeira, nascido em 1969,  é atualmente o único oleiro em atividade de Gondar. Foi em 1987 que decidiu dedicar-se ao barro negro, tornando-se aprendiz do mestre Manuel Teixeira. Com ele aprendeu duas técnicas fundamentais: o uso da roda baixa e a cozedura do barro em soenga – uma cozedura tradicional com recurso a uma fogueira efetuada numa cova na terra. César Teixeira cria diversas peças, todas produzidas na roda, sendo alguns modelos retirados do reportório tradicional e outros da sua imaginação. Apesar de não se dedicar à olaria a tempo inteiro – trabalha no Centro Hospitalar Tâmega e Sousa – , tem procurado manter viva a tradição do barro negro em Gondar. Com esse propósito, organiza esporadicamente soengas coletivas de acesso aberto (onde são cozidas peças de vários artesãos) acompanhadas de workshops de roda baixa. As soengas tornam-se assim lugares de convívio intergeracional que permitem a transmissão, revitalização e apropriação criativa de saberes e técnicas ancestrais.