ADÃO DE CASTRO ALMEIDA

Nascido em Lazarim em 1962, Adão de Castro Almeida fez a sua primeira máscara quando tinha cerca de 16 anos. É nessa altura que se depara com um mascarado – que usava uma máscara em madeira construída por Afonso Almeida Castro – a circular pelas ruas de Lazarim em tempos de Carnaval, ficando fascinado com o que vê e tendo decidido de imediato fazer uma máscara similar. Apenas se dedica à construção de máscaras de outubro a maio, quando a madeira de amieiro se encontra húmida. Privilegia as máscaras de animais e de diabos, ainda que afirme que nunca sabe que figura vai sair quando começa a esculpir a madeira. A sua ligação à Câmara Municipal de Lamego – onde trabalha como funcionário público –, bem como a sua personalidade expansiva fazem dele um embaixador do Carnaval de Lazarim. Por isso, é continuamente solicitado para representar os construtores de máscaras em eventos oficiais ou mediáticos, tendo inclusivamente marcado presença numa feira no Japão. O trabalho desenvolvido nos últimos anos, quer na construção de máscaras, quer na divulgação do Carnaval, quer ainda no interesse que apresenta em ensinar a sua arte a uma geração mais jovem, contribuiu para colocar Lazarim como paragem obrigatória no âmbito das festas tradicionais portuguesas.